Seguidores

domingo, 21 de junho de 2009

Por Acaso

Damáris Lopes

Caracteres, bits e gigas
ícones, mails,
meio mensageiro,
varam lua, varam sol,
ano inteiro.

Jeito do papo,
abraço sem pauta,
cibernético compasso,
faz de mim torre de estação,
sou mais um internauta.
(Entre tantos – já que não falta)

A mão tem LER,
mesmo assim, coração não quer
abolir o digitar.
É medo que no caminho,
sem mão de um carteiro,
abraço apressadinho,
vá pra outro endereço.
Inútil deletá-lo,
pois já foi passado
deste computador
para outro usuário,
(desnecessário).
No próximo contato, com prumo,
acerto do link, o rumo,
atento à tecnologia,
e, em alta prioridade
envio meu abraço
só pra você,
por acaso.
(será?)

6 comentários:

Regina Coeli Carvalho disse...

....E recebi, agora, esse abraço quentinho e doce, como você.

Amaris Poesia disse...

Amiga...o seu não foi por acaso mesmo...foi escolhido pelo coração!

Damáris

Lisete de Silvio disse...

Já avisei as duas que sou ciumenta, hein!

amarispoesia disse...

rsrs..essa é nossa LI!!!

Anônimo disse...

Amiga Da! Tudo lindo, amei!!!
De propósito...não por acaso, viu?
bjs.,bjs.,Bé.....

AMARIS disse...

Eita...que eu vou derreter...Be...

Beijo, amiga querida...

Damaris (Pelo menos aqui eu falo com voce, né)