Seguidores

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Retorno de Mim

- Damáris Lopes -

Retorno com as pálpebras mais inchadas
E, talvez, com um licor amargo nos dentes
No peito de luta de quem sonha com fadas
E por voluntária opção semeia sementes.

Retorno como quem esculpiu o desapego
E saltitou em pedras por libertar cristais
Com pés feridos por espinhos malévolos
Curados por flores que morrem jamais.

Retorno com joelhos esfolados pelos rogos
Em disfarces de esparadrapos alheios
Pelos olhos de mim que tanto espantaram
Coisas viradas, sobrepostas em meus seios.
Retorno ao pátio interno esbranquiçado
Onde vidraças exibem nítida claridade
Onde o aroma fértil me levanta, sacode
E aduba na mente a possível unidade.

Retorno ao piso em tímida proeza
Lustrando o mármore um tanto opaco
Mas baixada poeira, sob teto de telha
Espaireço na rede, retiro-me do cansaço.

2 comentários:

Clau Assi Poesias disse...

Fazia tempo eu devia uma visita!
Aqui estou me deliciando e deixando meus parabéns por este espaço delicioso.

Beijo ternurento

Clau Assi Poesias disse...

Fazia tempo eu devia uma visita!
Aqui estou me deliciando e deixando meus parabéns por este espaço delicioso.

Beijo ternurento