Seguidores

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Ao Meu Professor


- Damáris Lopes -


Seria eu, seria tantas em pedaços distintos
Talvez geminiana desenfreada
No abc da primeira cartilha
Sonho faminto.,
Da “Caminho Suave”, te lembras?

Acorde sem rítmo
Da despautada nota
Sem sol,
Ai de mim!
Anzol sem isca
Perdida na pista
Sem pista pra te encontrar.

Sábia escola, esta vida de arte,
Não te vi tarde
Nos meus cinqüenta
Onde a interrogação ainda me tenta
E lendo em linhas tortas
Onde Ele escreve certo
Tropecei em versos no ar.
Caminho perto pra te achar.

Por dito e feito
Na tua linguagem sóbria
Me fiz própria
Pra provar das tuas sílabas
E delinear o jeito
Do meu re-desenho.



(Imagem, gentilmente cedida pelo poeta Naldo Velho)

4 comentários:

NALDOVELHO E A DANÇA DO TEMPO disse...

Pois é minha amiga! É uma honra tê-la como amiga e poder repartir algumas informações. Estas coisas é que dão motivação para que continuemos nesta estrada.

Um beijo em seu coração

Paz e Luz

Naldo Velho

Amarispoesia disse...

Não inverta as coisas, professor...
eu é que tenho orgulho de tê-lo conhecido, e, mais ainda, ter a honra de tanto ter aprendido com um homem íntegro, de carater, e um amigo excepcional.

Grata, por tudo!

Damáris

Carlos Couto disse...

Hmmm... esse re-desenho!
"Eu me leio, eu me vigio, eu me copio... Reescrevo minhas palavras".
E então somos nós, nesse cíclico reinventar e redesenhar, em busca do que de melhor podemos encontrar em nós mesmos.
Gosto de suas palavras, amiga Damáris!

O mar me encanta completamente... disse...

diatiestDamaris querida,
Sabe o quanto admiro o que você escreve, da forma como o faz, com a emoção com que o faz.
É sempre uma emoção ,porque o amor se faz presente tão intensamente em cada silaba.
E essa homenagem ao Naldo ficou demais.
Aprendi a conhece-lo com voce, lembra?
E esse foi mais um presente que me deu.
Admiro-o muito,um Arquiteto das letras e um ser humano singular.
Merecida homenagem.
Parabéns por mais essa pérola.
Te amo irmazinha...

Beijos.
Glória